1280x533

2030: 10 anos para mudar o futuro! L'Oréal acelera seu desenvolvimento sustentável

Compromisso L’Oréal Para o Futuro foi abordado durante debate virtual realizado pelo O Globo e Revista Época com apoio da Companhia

Como promover um desenvolvimento sustentável durante a próxima década? Esse foi o principal debate do evento digital ‘2030: 10 anos para mudar o futuro’, realizado nesta sexta (27) pelo Jornal O Globo e a Revista Época com apoio da L’Oréal Brasil e de seu novo compromisso de sustentabilidade, ‘L’Oréal Para O Futuro’. Ao longo da discussão sobre a urgência de mudanças necessárias para vencer os grandes desafios que o planeta e a sociedade enfrentam, Maya Colombani, Diretora de Sustentabilidade, apresentou algumas das principais iniciativas feitas pela L’Oréal Brasil ao longo do ano, além das metas traçadas pela Companhia para transformar a cadeia de valor, combater as mudanças climáticas e promover o protagonismo social até 2030.

“Uma grande empresa, qualquer que seja, tem que agregar à sociedade. Não somos perfeitos na L’Oréal, mas não desistimos de melhorar. Para nós, a sustentabilidade significa um poder que implica em um dever - temos que ser catalisadores de mudanças e ir além, contribuindo nos desafios do planeta”, destacou Maya Colombani no evento.

 

Pandemia enfatizou a emergência da sustentabilidade e acelerou o protagonismo da L’Oréal Brasil


Para a Diretora, a pandemia enfatizou ainda mais os desafios que temos enquanto sociedade, além da emergência em investir na sustentabilidade. Durante o bate papo virtual ao lado de Bernardo Strassburg, Diretor Executivo do Instituto Internacional para Sustentabilidade (IIS); Dira Paes, atriz e ativista dos direitos humanos e socioambientais, e Caio Magri, Diretor-Presidente do Instituto Ethos, Maya relembrou como a chegada do coronavírus acelerou ainda mais o debate sobre sustentabilidade não só na esfera ambiental, mas também na econômica e na social.

“A primeira coisa que pensamos foi sobre como proteger nossos Colaboradores, mas não podíamos parar nisso. Vivemos num ecossistema e temos uma responsabilidade. Assim como nós, a sociedade também foi pega de surpresa, e queríamos contribuir com nosso esforço coletivo. Nossas fábricas e laboratórios se mobilizaram para criar em 4 dias uma fórmula de álcool gel, algo que nunca tínhamos feito. Foi uma força tarefa como nunca vi, e nossa intenção era não deixar ninguém para trás”, contou.

Segundo a Diretora, o resultado alcançado por esse trabalho em equipe foi a produção e entrega de mais de 800 mil unidades de álcool gel, além de produtos de higiene e cuidados pessoais. Eles foram doados a mais de 220 hospitais públicos e UPAs de 16 estados de Norte a Sul do país, além de 240 mil famílias em mais de 270 comunidades no Brasil, incluindo populações quilombolas e 143 mil indígenas em mais de 58 tribos e 245 vilarejos.

Lançamento do programa L’Oréal Para o Futuro em meio a pandemia acelerou transformação sustentável da Companhia


Ainda durante o evento, Maya relembrou como o momento atual trouxe transformação em todas as esferas da L’Oréal Brasil - e, em especial, no contexto dos esforços da Companhia pela sustentabilidade, com o lançamento do novo programa de sustentabilidade L’Oréal Para o Futuro. “Reinventamos nosso negócio não só promovendo uma aceleração digital, mas também uma transformação sustentável. Lançamos nosso novo programa com objetivos radicais em meio a pandemia. Não fomos para trás, seguimos para frente, porque entendemos que o coronavírus só enfatiza nossa responsabilidade de não parar”, reforçou.

No novo compromisso de sustentabilidade L’Oréal para o Futuro, citado por Maya, O Grupo L’Oréal se compromete em dedicar a próxima década para transformar o negócio respeitando os limites planetários, capacitando o ecossistema de negócios e contribuindo com um fundo de 150 milhões de euros para contribuir com as necessidades ambientais e sociais mais urgentes - como o empoderamento feminino, por exemplo. Por isso, ao falar sobre o papel da mulher na sociedade, a Diretora relembrou o apoio da Companhia a elas por meio de diferentes iniciativas.

“Temos 64% de mulheres no quadro de funcionários e 55% nos cargos de liderança porque, para nós, igualdade de gênero é prioridade. Na L’Oréal, acreditamos que mulheres são transformadoras, e apostamos nisso. No Brasil, investimos em iniciativas como o programa Para Mulheres na Ciência, que já distribuiu mais de 4 milhões a mais de 100 cientistas, além de  projetos inclusivos de alfabetização como Escreva Seu Futuro, de Lancôme, e de profissionalização como Escola de Belezas, em parceria com a ONG Redes da Maré e Casa do Menor. Nosso investimento na próxima década será para promover empregabilidade às mulheres da comunidade, para que tenham um futuro digno, e também apoiar as comunidades indígenas. Não há uma grande sociedade sem grandes mulheres”, afirmou.

Para 2030, L’Oréal busca se tornar um catalisador de mudança no desenvolvimento sustentável para contribuir com os grandes desafios do planeta


Ao fim do debate, quando questionada sobre o que a Companhia pretende colocar em prática nos próximos 10 anos, Maya reforçou as metas definidas pelo Grupo para garantir um desenvolvimento cada vez mais sustentável. “L’Oréal para o Futuro é sobre tomar atitude, principalmente porque somos a empresa nº 1 de Beleza no mundo e temos esse dever com a sociedade. Essa atitude será por meio de ações como: nos tornarmos carbono neutro na L’Oréal Brasil no ano que vem; ter 100% de energia renovável; criar produtos com impactos positivos; criar o transporte verde no Brasil e investir mais dinheiro na proteção da Amazônia. Precisamos proteger nosso meio ambiente e nossa sociedade além de transformar nosso negócio - e não fazemos nada disso sozinhos, mas com nossos parceiros”, disse.

Por fim, Maya enfatizou a importância de mudar a visão sobre o que é beleza. “Ela não é só produto, é construir um futuro desejável para a humanidade. A beleza do futuro vai ser sustentável, inclusiva e natural, e quem vai fazer isso somos nós, juntos. Protagonismo é aqui e agora - se quisemos ter um amanhã melhor”, finalizou.