helena bertho loreal sim a igualdade racial

Helena Bertho, Gerente na L’Oréal Brasil, vence Prêmio Sim à Igualdade Racial 2021

Reconhecida pela categoria ‘Liderança’ no maior evento sobre a agenda racial da América Latina, a executiva fala sobre o significado da conquista

O prêmio Sim à Igualdade Racial 2021 - promovido pelo Instituto Identidades do Brasil e patrocinado pela 1ª vez por Niely Co&Ton -, elegeu Helena Bertho, Head de Comunicação, Diversidade e Sustentabilidade da L’Oréal Grande Público, como a vencedora na categoria ‘Liderança’! Na premiação, que aconteceu no último sábado (29), todos os finalistas foram indicados pelo público e analisados por um júri especializado, formado por pessoas de conhecimento notório em cada pilar. Com a conquista, Helena se consagra como referência para o mundo corporativo e reforça seu papel pessoal e profissional na Companhia pela luta em prol da igualdade racial. 

“Ganhar este prêmio é o reconhecimento de uma jornada de muitos anos - ela não começou ontem e não foi construída sozinha. Há um orgulho pessoal enorme, pela minha história de vida e da minha família, pois superamos muitas barreiras para estarmos aqui. No entanto, ainda há menos de 6% de executivos negros e 0,4% de C-Levels [postos no topo do escalão] negras, por isso, trabalho para ser a inspiração que não tive. Como dizia a mãe de Kamala Harris, vice-presidente dos EUA: ‘você pode ser a primeira, mas garanta que não será a última’”, conta a Gerente.

helena bertho loreal brasil sim a igualdade racial

Diversidade e Inclusão sempre foi o foco do trabalho de Helena Bertho enquanto comunicadora 

Ganhar o prêmio Sim à Igualdade Racial 2021, segundo Helena, tem uma grande importância não só pela relevância do prêmio – o maior da América Latina – e pelas pessoas que já foram laureadas por ele, mas também pelo significado pessoal e profissional para a executiva. “Sabemos que equidade racial é um desafio global, mas no Brasil há uma questão estrutural que gera muitas desigualdades. Sou publicitária, profissional de comunicação e uma mulher negra, por isso, sempre busquei trazer o meu propósito de vida para a minha atuação profissional. Sempre acreditei que a publicidade tem o papel de criar ou reproduzir representações sociais”, conta Helena.

É por isso que, enquanto comunicadora, Helena diz que sempre procurou se fazer o questionamento: as narrativas que estou criando são inclusivas? Era assim que conseguia nortear seu trabalho em prol da Diversidade & Inclusão no dia a dia. “Além das situações que eu mesma precisei enfrentar e superar como profissional negra, conduzi minha atividade profissional para apoiar outras pessoas. Tanto diretamente, com mentorias e provocação às organizações por onde passei para construirmos times mais diversos e ambientes mais inclusivos – o que é excelente para os negócios –, quanto indiretamente, através da comunicação e marketing, com marcas que reflitam o mercado que servimos, que gerem impacto positivo na vida das pessoas, nas comunidades e/ou no meio ambiente e que tenham propósito. É isso que a sociedade espera de nós”, reforça.

 

Cultura da L’Oréal oferece suporte para exercer uma liderança inspiradora e significativa

Estar na empresa de Beleza nº1 do mundo neste momento, para a Gerente, é uma maneira de ganhar ainda mais força para fazer essa diferença na sociedade. “É um orgulho profissional enorme, pois o prêmio não é restrito a líderes negros, mas líderes que trabalham em prol da igualdade e têm entregas relevantes reconhecidas pelo mercado. E nada melhor do que estar na L’Oréal neste momento. Visibilizar pessoas que não eram visíveis até pouco tempo e ajudar, através da beleza, a fortalecer a auto confiança e o senso de pertencimento e empoderamento... Isso impacta a vida de todos nós”, destaca a executiva.

Por conta da cultura empreendedora muito forte na empresa, Helena conta que a Companhia oferece - a ela e a todos - o espaço para propor, criar e trazer à discussão temas que desafiam a organização. “Essa escuta e coragem são fundamentais para exercermos liderança. Estou aqui há menos de 1 ano, e ter um ambiente de confiança para termos as conversas necessárias também contribui. Construir uma cultura diversa e inclusiva precisa, necessariamente, do engajamento da alta liderança - e temos uma comprometida e aberta a aprender”, ressalta ela. “Não é sobre saber tudo, é sobre ter consciência de onde estamos e onde queremos chegar, e trabalhar a partir disso. É uma jornada”, destaca.

 

Democratizar o melhor da Beleza a todas as pessoas ao lado da L’Oréal Brasil faz parte das metas de Helena para o futuro

 

Após a premiação, falando sobre os planos para o futuro, Helena diz que pretende continuar fazendo mais e melhor junto à Companhia. “O prêmio é um símbolo muito importante porque é o reconhecimento do mercado a um trabalho construído há muito tempo. Agora, não posso parar. Aqui na L’Oréal Grande Público estamos aceleradíssimos - e como detentores das marcas massivas do grupo, temos o objetivo de democratizar o melhor da beleza para todas as pessoas. Temos uma oportunidade gigante de criar impacto positivo e trazer resultados para o negócio. Negros são 56% da população brasileira – e isso não é apenas um nicho”, reforça.

 

“Pessoalmente, sigo caminhando muito conectada às bases, aos movimentos sociais e às redes de construções desta agenda intersetorial, por isso, sei que ainda há muito o que fazer. Profissionalmente, trago isso comigo, e somo tudo à ambição de desenhar um futuro próximo ainda melhor para seguirmos na jornada de inclusão de profissionais negros, PCDs, LGBTQIA+ e mulheres, sempre com marcas e comunicações em que todas as pessoas se sintam representadas”, finaliza.