sim a igualdade racial cor e ton

Por mais diversidade e inclusão: Cor&Ton patrocina prêmio ‘Sim à Igualdade Racial’

Premiação promovida pelo Instituto Identidades do Brasil tem Helena Bertho, Gerente na L’Oréal Grande Público, como finalista na categoria liderança

Quais são as principais pessoas e instituições que atuam em prol da igualdade racial no Brasil? É a esses nomes que se direciona o prêmio ‘Sim à Igualdade Racial’, promovido pelo Instituto Identidades do Brasil e patrocinado pela 1ª vez por Niely Co&Ton! Por sinal, a 4ª edição do evento que acontece neste sábado (29) ainda tem um peso de importância dobrado para a L’Oréal Grande Público: neste ano, Helena Bertho, Gerente de Comunicação, Sustentabilidade e Diversidade da divisão, é uma das concorrentes ao prêmio na categoria Liderança como referência para o mundo corporativo!
 
“Estamos fazendo vários movimentos dentro de Cor&Ton para refletir a diversidade da nossa sociedade. Nossa presença no prêmio ‘Sim à Igualdade Racial’ não é simplesmente com intuito de ter espaço de divulgação da mídia de Cor&Ton, estamos no evento porque queremos reforçar o apoio que a marca dá para um assunto tão relevante como Diversidade & Inclusão. Esta é uma de muitas outras ações importantes que pretendemos fazer!”
Juan Pablo Dubini, Diretor da marca

Ações em prol da Diversidade & Inclusão e indicação de Helena Bertho ao prêmio: entenda!

No começo deste ano, Niely Cor&Ton já iniciou ações importantes em prol da Diversidade com a chegada de Thelminha ao time de porta-vozes da marca - que já contava com nomes como Sabrina Sato e a dupla Simone e Simária. Estrelando a campanha ao lado delas, Thelma fez história com a marca. “Ela foi a primeira porta voz negra a estar em um comercial de TV de Cor&Ton”, lembra Dubini. No entanto, a marca sabe que deve e quer fazer mais sobre o tema, criando e/ou aproveitando oportunidades para realizar ações que promovam Diversidade & Inclusão.

helena bertho loreal brasil sim a igualdade racial

Uma dessas oportunidades encontradas pela marca foi o patrocínio ouro no evento que tem Helena Bertho indicada ao prêmio. A Gerente, que concorre na categoria de liderança, explica que o prêmio surgiu já quebrando muitos paradigmas. “Sempre tivemos prêmios à Lideranças, Executivos, Profissionais de Comunicação, etc. Mas, quando olhamos o histórico, quase nunca tínhamos a presença de pessoas negras. Isso é fruto do racismo estrutural que não só diminui as oportunidades, como invisibiliza pessoas que muitas vezes são autoridades em alguns assuntos”, explica ela.

A respeito da indicação ao prêmio, Helena destaca o sentimento de realização em fazer parte do evento e ter seu trabalho reconhecido. “Fiquei muito feliz em estar nesta lista. Hoje, o Sim à Igualdade Racial é a principal premiação àqueles que trabalham em prol da equidade racial nas áreas de cultura, educação e empregabilidade. Já reconheceu pessoas como Djamila Ribeiro, Joaquim Barbosa, Emicida, Maju e tantos outros, então, me senti honrada. Saber que minha atuação profissional impacta positivamente as pessoas e contribui na construção de uma sociedade mais justa, me sinaliza que este é o caminho”, finaliza a Gerente.

Sobre o Prêmio ‘Sim à Igualdade Racial’: o que é e qual é o objetivo do evento?

Criado em 2018, o prêmio ‘Sim à Igualdade Racial’ busca reconhecer os principais nomes e instituições que atuam como agentes de mudança em prol da igualdade racial no Brasil. Ele é composto por 10 categorias divididas em três pilares: Cultura, Educação e Empregabilidade, contando com indicações populares. Os finalistas que concorrem a elas foram indicados nos meses de janeiro e fevereiro de 2021 - e o Instituto recebeu mais de 8 mil nomes e projetos! Agora, os três nomes de cada categoria serão encaminhados ao júri especializado, formado por pessoas de conhecimento notório em cada pilar, para a escolha dos vencedores.

Pela primeira vez, além de levarem para casa o troféu ‘Mad World’, do artista plástico Vik Muniz, os premiados também serão contemplados com R$3 mil para fortalecer seu projeto, ajudar alguma instituição ou até mesmo realizar alguma meta pessoal. “Desde 2018, quando o prêmio surgiu, até este ano, nós já recebemos mais de 40 mil indicações, o que mostra que iniciativas boas não faltam. Este ano promete ser ainda mais especial! Das 10 categorias, sete têm representantes indígenas, que não podem ser esquecidos quando falamos de igualdade étnico-racial”, afirma Luana Génot, fundadora e Diretora-Executiva do ID_BR.

Este ano, o prêmio também será uma grande celebração da arte brasileira. Com direção musical de Zé Ricardo, que também se apresentará no palco, o espetáculo promoverá encontros especiais entre artistas negros, como Elza Soares, Agnes Nunes, Ludmilla, MC Carol, Tati Quebra Barraco, Renegado, Gloria Groove, Brô MC’s, entre outros. A apresentação fica por conta da atriz Jéssica Ellen, a cantora Majur e o MC Xamã, com exibição no Multishow, e na página do ID_BR no Facebook, a partir das 16h30. Não perca!