Cincia que moveLBRA

A ciência do futuro: como a L’Oréal Brasil está criando a Beleza que move o mundo com inovação e diversidade

Veja como a L’Oréal Brasil está reinventando o seu modelo de negócios e promovendo iniciativas sociais, com foco em uma ciência cada vez mais inovadora, diversa e inclusiva.

Mais do que nunca, os últimos acontecimentos nos mostram que a Ciência é a chave para solucionar os enormes desafios do mundo atual. A inovação e tecnologia estão no DNA da L’Oréal há mais de 100 anos. Desde a sua criação, e através da Ciência, a empresa desenvolve fórmulas que respeitem ao meio ambiente, mas que atendam os anseios e necessidades de seus consumidores.

Mas como é possível de ir além da transformação do negócio? Em 2020, a L’Oréal anunciou o propósito de construir a Beleza do futuro, alavancando o melhor da ciência e da tecnologia, cada mais inspirados na natureza, além de promover o empoderamento feminino, a diversidade e a inclusão. Com essa ambição, a Companhia desenvolve iniciativas dentro da sua cadeia de valor, como projetos que agregam a sociedade na qual está inserida, para incentivar o desenvolvimento do ambiente científico.

E como será a ciência do futuro? Leia abaixo algumas iniciativas da L’Oréal e depoimentos de cientistas renomadas no universo acadêmico.

A Ciência do futuro será natural

A L’Oréal está reinventando totalmente a forma como projeta e produz os seus produtos, com o objetivo de reduzir o impacto em toda a sua cadeia de valor, através das Ciências Verdes. Por meio dessa tecnologia, a empresa está acelerando o sistema de inovação, adicionando ingredientes e fórmulas cada vez mais naturais em seu catálogo.

O objetivo do Grupo é que, em 2030, 95% dos ingredientes sejam provenientes de fontes vegetais renováveis ou minerais abundantes e destes, 100% sejam de fontes sustentáveis.

A Ciência do futuro será inovadora e diversa

A Companhia é a maior investidora mundial em Pesquisa & Inovação da indústria de beleza e possui um laboratório de última geração no Brasil. São cerca de 140 experts focados, principalmente, em proteção solar e cuidado capilar, com a missão de adaptar as melhores inovações globais para o mercado brasileiro e gerar inovações locais e disruptivas que inspirem o mundo.

Algumas das inovações que foram desenvolvidas no Brasil são: a cor negra do Protetor Hidratante com Cor da linha Uniform & Matte Garnier – co-criado com a cantora e embaixadora da marca, Iza, e com 50 consumidoras negras; o protetor Anthelios Airlicium de La Roche-Posay, com tecnologia para pele oleosa; a linha Cachos do Seu Jeito, da marca Niely, voltado para consumidoras crespas ou cacheadas; entre outras.

A Ciência do futuro será inclusiva e empoderada

Ser mulher e estar no ambiente científico pode ser ainda mais desafiador. De acordo com a UNESCO, apenas 33% dos cientistas ao redor do mundo são mulheres. E, segundo dados de uma pesquisa realizada pela L’Oréal com o instituto inglês Kite Insight, 55% das cientistas disseram que tinham enfrentaram preconceitos de gênero nas decisões de contratação, promoção e financiamento pelo menos uma vez durante suas carreiras.

Há 16 anos, a L’Oréal Brasil em parceria com a UNESCO no Brasil e a Academia Brasileira de Ciências promovem o programa Para Mulheres na Ciência, a fim de promover a equidade de gênero na Ciência e incentivar a entrada de jovens pesquisadoras no ambiente científico. Todos os anos, sete jovens são premiadas com uma bolsa-auxílio de R$ 50 mil reais para ajudar no desenvolvimento de seus projetos. Ao todo, 103 cientistas foram reconhecidas com a distribuição de mais de R$ 4,7 milhões.

As laureadas de 2021 serão anunciadas no dia 05 de outubro em uma cerimônia virtual. Siga o programa no Facebook e no Twitter para acompanhar em primeira mão.

A ciência que move o mundo é...

Em um cenário que em que a ciência é, mais do que nunca, protagonista, convidamos cientistas renomadas do ambiente acadêmico para compartilharem o que esperam da ciência que está movendo o mundo.

MarciaBarbosafotomenor MarciaBarbosafotomenor

“A ciência que move o mundo é estimulante por ser criativa, solidária e empática. A ciência é, acima de tudo, uma articulação humanista.” – Marcia Barbosa, física, premiada do Para Mulheres na Ciência Internacional e jurada do programa no Brasil.

Cristina Garcia Cristina Garcia

“A ciência que move o mundo é a ciência que acha soluções para trazer bem viver para a humanidade, ao mesmo tempo que ela respeita os limites do nosso planeta.” – Cristina Garcia, Diretora Científica da L’Oréal Brasil e jurada do programa no Brasil.

Jaqueline Goes Jaqueline Goes

“A ciência que move o mundo é uma ciência que entende as realidades temporal, social e cultural nas quais está inserida e desenvolve estratégias para trazer soluções que melhorem a qualidade de vida das pessoas, focando em diversidade e inclusão” – Jaqueline Goes, biomédica que mapeou os primeiros genomas do SARS-CoV-2 no Brasil.